Featured

23 setembro, 2020

#Novidade: Baixe o app do blog


Pensando cada vez mais no conforto e comodidade de vocês, minhas extraordinárias leitoras, que desenvolvi um aplicativo com tudo que você precisa saber sobre minhas redes sociais e ficar por dentro de cada atualização que eu fizer no blog.
Para baixar o app é bem simples basta acessar diretamente do seu android, ios oi windows fone o link: app.vc/epinknew e fazer o download gratuito do aplicativo!




Espero a opinião de vocês sobre meu app.
Quer criar um igual? Acesse: http://fabricadeaplicativos.com.br/


27 fevereiro, 2017

#Tutorial de Como Namorar Sendo Gordinha!


Namorando! Homens de verdade, de valor e de caráter estão mais preocupados no que você tem a oferecer intelectualmente do que exteriormente. Partindo do pressuposto que o exterior também conta, que homem resiste a uma abundância de curvas?
O ditado clássico que se aplica bem a mim: pra que ter uma abelha, quando você pode provar o mel direto da colmeia?
Hoje serei simples e objetiva: escolham bem o cara com quem se relacionar, se ele diz que não presta, acredite. Quem melhor pra saber dele do que ele mesmo?
Bagagem emocional? Deixe isso pros psiquiatras! Eles ganham muito bem para ouvir as lamentações de uma pessoa que não se aceita e provavelmente não aceita o mundo ao seu redor.
Quando um homem diz que não quer se envolver e mesmo assim o sexo é gostoso, não se envolva e aproveite o sexo gostoso. Mas se o sexo ficar cansativo, o mundo tem quase 8 bilhões de pessoas. Alguns outros milhões vão saber te dar toda a infinidade de prazer que você minha cara amiga, merece sem sombra de dúvidas.
Chorar por homem? Jamais rímel custa bem caro mesmo. Eu pago em média 30 a 40 reais num rímel de qualidade para ser desperdiçado em lágrimas!
Eu jamais tive problemas com meu corpo e minha vida amorosa, o problema é sempre o homem que jamais dá valor a toda abundância que tem e prefere ir na rua pagar de cachorrinho, acho que nem isso, até porque hoje em dia, os próprios cães trocam o osso pelo pedaço de carne. (Não desmerecendo as magrinhas, vocês são lindas bem assim!)
Bom, eu também faço escolhas erradas e dico entorpecidas pelo calor da situação, mas logo eu me lembro que:

Abaixo, uma playlist bem empoderada e bem gostosa do jeito que amamos, de mulheres bem fortes que pregam que não é preciso ter um homem pra ser completa (vibrador tá ai pra isso!):



17 janeiro, 2017

#Relato: Experiência de Quase Namoro


Em algum momento da sua vida, você deve ter ouvido alguém dizer que já passou por uma EQM -Experiencia de Quase Morte, que é basicamente quando uma pessoa, acometida de curto ou longo coma/trauma, tem uma amostra grátis do lado de lá e logo após volta a dura realidade terrestre.
Esse quadro aconteceu comigo, com a diferença que foi uma EQN- Experiência de Quase Namoro, não apenas uma, várias.
E você nesse exato momento deve estar se perguntando qual é a relevância disso perto da EQM e eu digo que é tão grave ou pior quanto e já explicarei o porque:
Quando você conhece alguém, automaticamente, você aposta suas fichas em um relacionamento. Seja por que a pessoa é uma agradável companhia, seja pelo companheirismo e, nos casos um pouco mais extremos, pelo sexo.
E você começa a alimentar alguns monstrinhos dentro de si: a paixão, a expectativa, a espera, e a perfeição. A perfeição é de longe o pior monstrinho que alimentamos, pois tentamos acoplar a tudo que fazemos dentro desse quase namoro.
Nos empenhamos ao máximo para que a pessoa nos veja impecável, afinal, queremos ser o diferencial na vida de alguém e não o ponto comum. Queremos mostrar a pessoa que valemos a pena, o tempo e o investimento de toda sentimentalidade que, de certo receberíamos de volta, caso virasse namoro.
Mas mesmo com todos os monstrinhos alimentados e a perfeição "mode on", às vezes isso sai bastante fora do roteiro simplesmente poque qualquer tipo de relacionamento é uma experiência que deve ser vivida bilateralmente, ou seja, ambos devem compartilhas dos mesmos interesses, das mesmas vontades, dos mesmos sentimentos e, não apenas um, ser o centro de tudo. Isso não é um contrato unilateral.
E nem sempre isso acontece, ao passo que por minha vez, eu, Sara, me mantinha sempre em alerta para deixar tudo incrivelmente organizado, tanto física quanto mentalmente, meus parceiros sempre vinham em uma enorme bagunça. Eu não estou reclamando, longe de mim, meu sonho é ser amada, além do que eu sou, pela mudança de vida que eu possa fazer.
Então, pensando bem, acho que o erro nesse caso é meu também, sempre deixo de lado meus problemas e minha vida em prol de problemas que eu nem mesma criei...
Mas voltando ao foco, ao grande X da questão, de algum modo esse relacionamento não vinga para um namoro, não vinga pra nada. E os monstrinhos chamam alguns amiguinhos para brincar: o choro, a decepção e algumas vezes a culpa vem de mão dada.
E se tem algumas coisas que eu aprendi a longo das minhas EQN's é que devemos saber a hora que o bom senso para de ser servido, e levantarmos da mesa.
A diferença é bem simples: na Experiencia de Quase Morte a pessoa tem uma amostra grátis do que é o outro lado, de tudo que a espera e, mesmo estando em terra, ainda assim ela tem a certeza que há algo mais.
Na Experiencia de Quase Namoro você sente todo o vislumbre de tudo que poderia ter sido, todas as emoções físicas e carnais e, ao contrário da EQM, a certeza é que não há mais nada esperando do outro lado!



19 dezembro, 2016

#CartaDeAmorAosMortos: Vó, como vai Summerland?


Vó, embora Summerland pareça e seja mesmo um lugar maravilhoso, eu espero de todo coração que a senhora tenha atravessado a ponte. 💕
Aqui no mundo dos vivos nada mudou muito. Na verdade isso é uma grande mentira. Tudo mudou. Desde que a senhora teve seu fio prata da vida cortado, não recebemos mais visitas aos domingos. O céu é sempre cinza e Sol nunca mais esquentou como se fosse o Sol. 
Eu nunca mais consegui enxergar a minha vida da forma que eu enxergava antes: cheia de planos e cheia de sonhos.
Eu praticamente parei no tempo e perdi completamente a noção do que se foi feito dele. E eu esqueço muitas vezes de que ele não para.
Vó, eu perdi o interesse em algo que me fazia extraordinariamente feliz: a música. Eu não consigo mais encontrar prazer em meus versos favoritos e em tantos CDs que demorei anos para colecionar e que agora me soam mudos. Silenciosos ao ponto de não mais terem importância.
Eu estou sendo sincera quando digo que estou constantemente atormentada. Não encontro paz. Em nada.
Sempre tenho a sensação de estar perdendo aquilo que não tenho. De estar me segurando a nada. Parece que olho minha vida ser protagonizada por alguém que não sou eu e por mais que eu grite até perder completamente o ar, é inútil, pois não sou ouvida.
Tem dias que não consigo distinguir o que é verdadeiramente real. O que tangível. Palpável. O que posso me dar ao luxo de dizer que está na minha frente, ou o que é algo criado pela minha cabeça.
Eu gostaria muito de saber se isso é apenas comigo. Pois eu vejo tantas pessoas seguindo a vida normalmente e eu realmente não consigo entender.
Sabe vó, não me entra em mente que alguém que tenha perdido um alguém que tanto ama e que tenha tanta importância possa seguir com a vida. Eu não vejo sentido. Talvez eu esteja apenas deprimida. Por quase dois anos. 
Mas quanto mais tento me aproximar da realidade, mais abstrata ela se torna.
Um beijo do mundo dos vivos, que bem, desde que a senhora o desabitou, ele está mais morto do que de costume.


03 setembro, 2016

#Tag: Respondendo o Livro das Perguntas de Gregory Stock [Parte 2]


Há alguns dias um amigo me enviou pelo Facebook 100 perguntas que fazem parte do Livro das Perguntas do autor Gregory Stock e como só se tem disponíveis essas 100 questões, eu resolvi respondê-las em duas partes, confira agora a parte 2:
Leia AQUI a primeira parte.
Resultado de imagem para divisoria blog gif

Um amigo faz uma brincadeira atingindo seus pontos fracos e coloca você em situação ridícula. Como você reage?
Chamo ele em um canto e digo a ele para não fazer mais isso, pois pega mal para ele e não para mim.

Até que ponto perdoa pessoas amigas que decepcionam você?
Até o ponto em que isso não trará nenhum prejuízo na minha vida.

Você controla um centro de pesquisas médicas e pode garantir que nos próximos quinze anos será descoberta a cura para qualquer doença à sua escolha. Só que, infelizmente, durante esse período seriam suspensas as pesquisas sobre outras doenças. Qual escolheria para ser curada.
Câncer. Sobre as outras doenças, o mundo está cheio de profissionais capacitados.

Você acrescentaria um ano à sua vida se, em troca, tivesse de tirar um ano de vida de alguém escolhido ao acaso no mundo? Faria diferença se lhe dissessem de quem seria a vida encurtada?
Não tenho intenção de ficar para semente.

Você tem coragem de fazer xixi na frente de outras pessoas?
Tenho sim.

Se, ao sair de casa pela manhã, você visse um passarinho com uma asa quebrada debatendo-se num arbusto, o que faria?
Se estivesse ao meu alcance, eu o retiraria de lá e daria todo possível para sua recuperação.

Imagine um novo veículo em que se possa viajar de um continente a outro de forma tão rápida e econômica quanto entre cidades próximas, infelizmente, a nossa descoberta causaria também a morte de 100 mil pessoas por ano. Você tentaria impedir sua utilização?
Claro que sim. Futilidade isso.

Se, em meados de 1800, você pudesse olhar para o futuro e ver que o automóvel iria causar 5 milhões de mortes no século seguinte, como teria se sentindo sobre esse novo invento? Existe alguma descoberta científica que seria melhor não acontecer? Neste caso, que áreas de pesquisa deveriam ser proibidas?
A culpa não é do automóvel, navio, avião ou seja lá o que for. A culpa é da mente humana e de sua imprudência. A fabricação desses não influenciam em nada na morte se por trás disso não houver um ser humano.

Você e a pessoa a quem ama são colocados em quartos separados, tendo um botão ao lado de cada um. Ambos morrerão a não ser que um de vocês aperte o botão nos próximos sessenta minutos. Só que o primeiro que apertar o botão salvará o outro, mas morrerá imediatamente. O que você faria?
Reforçando, não tenho intenção de ficar para semente. Eu apertaria o botão. 

Quando você conta um fato, geralmente exagera ou tenta embelezá-lo? Em caso positivo, por quê?
Geralmente tento embelezar. Isso que torna o entretenimento mais gostoso.

Você acha que o conselho de uma pessoa idosa deve ser levado a sério porque ela é mais experiente?
Claro que sim. Mas isso não quer dizer que você deva aplica-lo na sua vida.

Seus comentários e sugestões costumam ter muita influência sobre os outros? O que poderia fazer para que suas idéias tivessem mais impacto?
Realmente não sei. Nem se tem influência e nem o que fazer. Espero de coração poder ajudar alguém naquilo que o sufoca, mas só mesmo tempo não quero me responsabilizar pela vida de ninguém.

Se não doar um de seus rins para transplante, uma pessoa que você quer muito bem poderá morrer dentro de um mês. Há 50 por cento de chance de que você não sobreviva. Mas, se sobreviver, terá uma vida perfeitamente normal. Você faria a doação?
Sim. Sem sombra de dúvidas. Inclusive se minha avó aguentasse transplante antes de morrer, eu teria doado.

Arriscaria sua vida em beneficio de um conhecido, por obrigação ou por amor? Faria diferença se pudesse recusar, caso ninguém viesse a saber? E se a pessoa em perigo pedisse para você não se arriscar?
Por amor sim. Mas se a pessoa pedisse, eu respeitaria sua opinião.

Alguma vez a sua vida já mudou completamente por fatores externos e sem que você houvesse previsto? Até que ponto você acha que controla sua vida?
Sempre. E eu não tenho o mínimo de controle sobre isso. Sempre algum fator externo joga minha vida de cabeça pra baixo, mesmo quando eu planejo e executo meus objetivos. Esse é um dos motivos pelo qual deixei de ter expectativas.

Ficar pensando que controla seu próprio destino faz você se sentir com mais poder perante a vida?
Não controlo nem minha fome, imagina meu destino.

Um amigo seu está sempre atrasado para os encontros. Você se aborrece ou encara normalmente? Você é do tipo pontual?
Se é do feitio dele não há porque do aborrecimento. Eu sou pontual e odeio eaperar, mas certas coisas a gente releva.

Qual foi a última vez que gritou com alguém? Por quê? Depois você se arrependeu?
Eu sou uma pessoa muito calma. Não costumo gritar com alguém.

Você aceitaria ter pesadelos horríveis todas as noites, durante um ano, se como recompensa ficasse milionário?
Já tenho tanto a pesadelos de graça, se alguém me pagasse por isso seria ótimo.

Se, para deixar de ter insônias e um pesadelo por mês, tivesse que mudar de emprego ou reduzir seu salário em 25 por cento, você o faria? Existe alguma coisa pior do que um tenebroso pesadelo?
Ficar acordado é pior do que ter um pesadelo. E insônia não é tão ruim quanto reduzir 25% do meu salário.

Se durante cinco anos você pudesse ter, de graça, um desses serviços, qual escolheria: cozinheira, motorista, empregada doméstica, massagista ou secretária particular?
Nenhum desses me é útil.

Teria coragem de ir a um matadouro abater uma vaca? Você come carne?
Eu não como carne de vaca.

Gostaria de passar um mês absolutamente sozinho em um lugar de grande beleza natural? Teria comida e abrigo, mas não veria ninguém.
Filho, eu já passo minha vida inteira sozinha, o que seria um mês num lugar perfeito?

Depois de um exame de laboratório, seu médico telefona e diz que você tem um tipo raro de câncer e apenas poucos meses de vida. Cinco dias depois, ele informa que os exames de laboratório foram trocados e sua saúde está perfeita. Durante esses dias, porém, você teve de encarar a proximidade da morte. Certamente pôde refletir como nunca sobre seus valores e ter uma nova visão da vida. Você acha que isso valeu o sofrimento por que passou?
Eu não tenho medo da minha morte. Certamente isso não faria diferença pra mim nesse momento.

Em uma tarde muito quente, você passa no estacionamento de um shopping center e vê um cachorro trancado dentro de um carro. Percebe que ele está sofrendo muito por causa do calor. O que faria?
Entraria no shopping a procura do dono do cão. E se não encontrasse eu quebraria o vidro e levaria o cachorro pra casa.

Você se sente pouco à vontade quando vai a um restaurante ou no cinema sozinho? E ao sair de férias?
Me sinto pouco a vontade quando vou me encontrar com pessoas. Sozinha eu não tenho com o que me preocupar.

Se soubesse que dentro de um ano iria morrer de repente, você mudaria alguma coisa no seu modo de vida atual?
Não. Nenhuma coisa que eu fizesse adiaria a morte. Então pra que combater?

Por 20 mil dólares você aceitaria passar três meses sem tomar banho, escovar os dentes ou usar desodorante? Leve em conta que não poderia explicar o motivo a ninguém e nem deixar suas atividades normais durante esse período.
Claro que sim. Mas ai não mencionou usar lencinhos umedecidos.

Em um avião, você está batendo um papo agradável com uma pessoa estranha e nada atraente. De repente, ela lhe oferece 10 mil dólares por uma noite de sexo. Sabendo que não corre nenhum risco e que realmente receberá o dinheiro, você aceitaria?
Receber por uma coisa que normalmente faria de graça. Olha, se for contar a beleza dos caras que transei, eu realmente merecia receber por esse ato de bravura.

Já que tanta gente concorda em fazer sexo por dinheiro, por que há tanto preconceito contra a prostituição? Há grande diferença entre fazer sexo por dinheiro e fazer sexo na segurança de receber algum benefício futuro? A quantia paga altera a natureza da transação?
Acredito na minha concepção que sexo não é algo comercializável, embora muitas pessoas façam uso disso. Faz isso uma vez na vida é uma coisa, agora tornar isso um hábito não seria do meu feitio. Muitas pessoas fazem isso por ser uma maneira rápida e fácil de se obter dinheiro. Acredito que o motivo é a quantia são fatores que alteram e muito essa natureza.

Como reagiria se soubesse que mais pessoas estão dispostas a fazer sexo por dinheiro (pergunta 156) do que deixar de tomar banho? Um século atrás não seria assim. Você acha que nossa atitude mais permissiva em relação ao sexo é uma saudável conquista? O que dizer de nossa maior preocupação com a higiene pessoal? Qual a responsabilidade da propaganda nessas mudanças?
Eu acho que cada um faz o que quer da sua vida a partir do momento em que não prejudique em nada a saúde física e psicológica de outras pessoas. Aconteceu na minha família casos parecidos e que até hoje não consegui me recuperar.

Você prefere morrer tranquilamente entre seus entes queridos aos 50 anos, ou sofrendo sozinho aos 80? Considere que a maior parte de seus últimos trinta anos seriam bons. 
Tranquilamente aos 50. Que graça teria morrer e ninguém chorar por mim?

Se de repente você descobrisse que seu melhor amigo é traficante de drogas, o que faria?
O que ele faz ou não da vida dele não é da minha competência pessoal, continuaríamos amigos se isso não me afetasse em nada. E mesmo como advogada, eu não o defenderia. Escolhas causam consequências.

É fácil você aceitar ajuda quando precisa? Se precisar, você pede ajuda?
Não e não. Eu tenho um grave problema em me valer de minha auto piedade e achar que toda ajuda recebida é por pena e que não sou merecedora dela.

Vai haver um espetáculo beneficente. Alguém diz que doará uma grande importância em dinheiro, se você fizer um número no show. Você concordaria? Em caso positivo, o que apresentaria? Imagine que terá um público de cerca de mil pessoas.
Claro que sim. Adoraria cantar para mil pessoas.

Você concordaria em amputar um dedo de sua mão se isso lhe garantisse imunidade a todas as doenças graves?
Sim.

Você gostaria de ser famoso? De que forma?
Famoso, famoso não. Mas adoraria cantar em barezinhos e pubs.

Como você imagina seu enterro? É importante para você que as pessoas chorem sua morte?
Imagino algo sofisticado, se for olhar o aperto que passo na vida, pelo menos meu último adeus tem que ser um grande evento. E sim chorem muito. Agradecida.

Como gostaria de ser lembrado depois da morte? O que gostaria que fosse dito no enterro? Quem gostaria que falasse?
Gostaria de ser lembrada como a trouxa que a fodeu colocando as pessoas em primeiro lugar e sacrificando tudo por causa delas. Pra ter um impacto maior, adoraria Beyoncé cantando listen.

Qual das duas imposições você aceitaria mais facilmente: deixar o pais para sempre ou nunca sair do lugar de onde vive?
Deixar o país para sempre 

Você, seu melhor amigo e seu pai estão passando as férias juntos e atravessam uma floresta distante. Seus dois companheiros pisam em um ninho de cobras venenosas e são atacados. Você sabe que nenhum deles viverá sem a aplicação imediata de soro antiofídico. Mas só há uma dose e está em seu bolso. O que você faria?
Metade pra cada um e a certeza que tentei de tudo.

Numa escala de 1 a 10, onde 1 significa muito trabalho, luta e grandes realizações, e 10 significa conforto, paz de espírito e nenhuma realização, onde você se posiciona? Por quê? Que lugar ocupa agora?
Num 4. Ainda não estou onde queria, mas já sai do lugar.

Se pudesse escolher o sexo e a aparência física do bebê que vai nascer, você o faria?
Não. Tudo que eu esperaria seria uma criança saudável.

Você gostaria de ter um filho muito mais inteligente e atraente do que você? Que dificuldades isso provocaria? Quanto sofreria por ter um filho feio, bronco ou defeituoso? Para garantir um filho inteligente, bonito e saudável, você usaria um recurso médico seguro que alterasse geneticamente o desenvolvimento do embrião? Uma criança assim programada lhe daria a sensação de ser seu filho?
Vamos por etapas: todos desejamos o melhor para quem amamos independentemente se é ou não nosso filho. Um filho não seria menos filho por ser "feio" outros adjetivos acima citados. Há um limite para o que a medicina poderia ou não fazer para algum filho meu, e, mudar sua genética por estética está bem fora de contexto.

Você prefere disputar uma partida de qualquer jogo com um adversário mais forte ou mais fraco do que você? Faria diferença quem estivesse assistindo?
Preferia disputar com alguém que jogasse limpo de igual para igual. A platéia é indiferente para mim.

Existe algo que você sonha fazer há muito tempo? Por que ainda não fez?
Sim, cantar na noite. Eu não sei tocar nenhum instrumento, entendo muito pouco de piano para apresentar publicamente e ninguém nunca me deu um voto de confiança. Apesar de ter inúmeras pessoas que conheço que não cantam nada e estão ai sendo aclamadas.

O que é melhor: ter sonhos que nunca se realizarão ou não ter sonho algum? Sua vida seria bem melhor se o que sonha ter ou fazer se tornasse realidade?
Ter sonhos que nunca se realizarão. Sim, com certeza seria. Sonhos são os nossos paraísos particulares.

Se um disco voador aparecesse e os extraterrestres o convidassem para viver cinco anos em seu planeta, você iria? E se, ao invés disso, eles o forçassem a acompanhá-los, permitindo apenas que levasse um baú com tudo o que quisesse? O que você colocaria lá dentro?
Iria sim, com certeza. Prometo que sou domesticável, sou um amorzinho.

Você é abordado na rua por um estranho bem vestido. Ele diz que perdeu a carteira e lhe pede dinheiro para tomar um ônibus e dar um telefonema. O que você faria? E se fosse abordado por uma pessoa mal vestida que diz estar desempregada e com fome, agiria da mesma forma?
Em ambos os casos eu jamais deixaria de ajudar se tivesse condições para fazê-lo.

Num jogo você tem 50 por cento de chance de ganhar e, se ganhar, receberá dez vezes o que apostou. Quanto do que possui agora estaria disposto a arriscar?
Nesse momento eu não tenho nem vinte reais. Então apostar esse valor para ganhar dez vezes mais o risco seria mínimo.

Quais são seus maiores vícios? Você costuma tentar livrar-se deles?
Eu não tenho nenhum vício.

Você sabe que dentro de três meses morrerá de uma doença incurável. Permitiria que o congelassem se houvesse uma pequena possibilidade de reviver após mil anos e prolongar sua vida?
Gente, mas que fixação pela morte o autor desse livro tem, está certo que minha vida não é as mil maravilhas, mas a dele deve ser o fundo do poço. Não quero ser semente não, já disse e reforço.

Tarde da noite, você está dirigindo num bairro seguro, mas deserto. De repente um cachorro surge na frente de seu carro. Apesar de frear rapidamente, você o atropela. Pararia para verificar o estado do animal? Se parasse e visse que o cachorro está morto, mas tem uma coleira de identificação, entraria em contato com o dono?
Pararia sim, se estivesse vivo e eu negligenciasse isso eu seria eternamente culpada. Claro que ligaria, afinal, eu precisaria prestar alguma satisfação.

Qual sua maior ambição na vida? Realização, segurança, amor, poder, diversão, cultura ou o quê?
Amor. Meu sonho é sem sombra de dúvidas ser amada e poder viver e corresponder na mesma intensidade.


29 agosto, 2016

#MeuCheckIn: Belo Horizonte/Patos de Minas


Viajar a trabalho nem sempre é unica e exclusivamente a trabalho! Essa sexta 26/08/2016 eu tive a imensa oportunidade de sair da minha cidade (Barbacena/MG) e passear um pouquinho por aí (bem pouquinho mesmo, já que quando é a trabalho, o tempo é curto). Confira algumas fotinhas dessa viagem vapt-vupt e o que eu achei de tudo isso!



#PartiuBH: Sim, eu tomei um gosto enorme por essa hashtag partiu de uma certa maneira (já que eu nunca parto, sempre ME parto), mas mudando de ares para lugares, saí de Barbacena exatamente as 16:00 horas num lindo dia ensolarado, perfeito para cair na estrada. A viagem foi extremamente calma e tranquila, eu passei todo meu tempo refletindo sobre a vida (esqueci completamente que tinha levado fones de ouvido, eu poderia ter refletido com música, mas é aquele ditado: "Vamos fazer o que?" Brasil. Inês), apesar de eu não gostar especificamente de estrada pois tenho enjoos constantes, essa viagem foi bem calma e de certa forma, rápida e nem um pouco entediante!


Parada para o pipizinho pois também temos que fazer nossas necessidades biológicas e nos hidratar tomando aquele picolé de chocolate! Sim, minha viagem pode se resumir a sorvete! O Mirante da Serra é um agradável restaurante e lanchonete de Itabirito, localizado na BR 040, a aproximadamente 45 km de BH, bem próximo à praça de pedágio de Itabirito. Desta região se tem uma bela vista do pico do Itabirito.


O Pôr-do-Sol em Belo Horizonte é uma coisa estonteante! Por vezes me peguei com aquele sentimento de paz interior vs eu podia realmente morar aqui pois aqui é mágico! Nada melhor que chegar em BH e realmente ver um belo horizonte! As 18:00 horas de sexta eu declarei: Que os jogos da vida noturna comecem!


Fotinhas aleatórias: pois a arte de tirar foto do nada e foto embaçada, essas eu domino com louvor! A primeira é uma padaria e a abaixo dela é o lado de fora da mesma. Segunda é um táxi e a última é só a rua mesmo.


Shine bright like a diamond: Não resisti em cantar essa música mentalmente quando fui ao DiamondMall, o shopping mais caro da cidade, e, como boa blogueira que sou, gastei mais de dez mil em um brinco. Mentira gente! Mal tinha dinheiro pra um hambúrguer, imagina pra Swarovski, mas como olhar não custa nada, né non?


A era Jurássica invadiu a Terra! Pensa na minha reação quando me deparei com uma árvore falante e vários dinossauros gigantes e animados? Pois é: Ninguém me segura vou tirar foto! Esse é um evento que minha cidade não tem o mínimo de estrutura para receber! Claro que fiz um videozinho para vocês verem que coisa de outro mundo <3 S2S2




O shopping era enorme e meu tempo era curto e chegou a hora que a fome bateu e fui comer no Burguer King, olha eu vou ser sincera: nada substitui o trailer do gambá aqui no meu bairro porque vou te falar, como vocês aguentam essa porcaria de fast food? Achei sem gosto, achei caro e não comerei lá novamente.


Pausa para uma selfie com cara de bolacha depois de 3 meses de Paralisia de Bell e muito corticoide e 15 quilos a mais! Mas ainda assim me balançando no lustre como diz a cantora pop contemporânea Sia! Os jogos da vida noturna tãooooooooooooooo badalada se acabaram pois its time de pegar a estrada novamente, dessa vez para uma viagem de 6 horas! Partiu??

Patos de Minas, localizada no Alto Paranaíba, está a 390 km de Belo Horizonte e 221 km de Uberlândia. Considerada pólo econômico regional, lidera a microrregião do Alto Paranaíba que é composta por 10 municípios, abrangendo cerca de 350.000 habitantes (IBGE – censo 2009). A população do município é de, aproximadamente, 136.950 habitantes (IBGE - censo 2012). A cidade ganhou projeção nacional através da Festa Nacional do Milho realizada no mês de maio, movimentando vários setores da economia.


Localizado no centro de Patos de Minas, o Galatas Central Hotel oferece uma piscina ao ar livre e quartos práticos com Wi-Fi gratuito. Você pode desfrutar de pratos tradicionais no restaurante ou se exercitar na academia. E os funcionários são super atenciosos e você facilmente tem um crush por algum deles!


Em um calor de 37° graus a melhor coisa para se almoçar é mesmo uma saladinha e depois um pacote de biscoito de cereais. Pausa para retomada dos trabalhos e vamos que vamos!


Finalizados os trabalhos é hora de que? De que? De queeeeeeeee? Isso ai! Shopping! O Pátio Central Shopping foi planejado para oferecer à cidade, em um só local, opções de compras, serviços, alimentação e lazer. Inaugurado em 04 de setembro de 2008 e sua construção foi baseada nos indicadores das pesquisas desenvolvidas pelo Grupo Bretas e pela carência de um centro comercial tecnicamente planejado, implantado e administrado. O mix do shopping contempla lojas de moda, brinquedos, calçados, perfumes, operações de serviço, praça de alimentação e cinema.


A serenidade estampada no olhar e a alegria escancarada no rosto de quem encontra uma Lojas Americanas em qualquer lugar do mundo! De longe minha loja de departamento preferida!


Coisa que gosto é poder partir sem ter planos, melhor ainda é poder voltar quando quero... Hora de partir, novamente! Resumindo a viagem foi: cheguei as 6:00 e sai as 23:00 de sábado para estar as 6:00 de domingo em BH! Bora?


São só dois lados da mesma viagem... O trem que chega é o mesmo trem da partida... A hora do encontro é também, despedida. A plataforma dessa estação é a vida desse meu lugar. É a vida... (Maria Rita - Encontros e Despedidas)
Bom Dia BH! <3 Nunca vou me cansar dessa frase!


O Terminal Rodoviário de Belo Horizonte, inaugurado em 1971 como o maior e mais moderno terminal rodoviário da América Latina, antes de ser inaugurado o Terminal Tietê em São Paulo. Situa-se na Praça Rio Branco, no Centro da Cidade.


Viver é melhor que sonhar e eu sei que o amor é uma coisa boa, mas também sei que qualquer canto é menor do que a vida de qualquer pessoa ... (Como Nossos Pais - Elis Regina)



Graças a Deus tudo correu bem! Cheguei e posso dizer que a experiência foi maravilhosa. Agora é só colocar tudo em prática! Ansiosa para isso de fato começar!
E como diz minha querida Miley Cyrus: 

Um beijão enorme ;*

18 agosto, 2016

#Tag: Respondendo o Livro das Perguntas de Gregory Stock [Parte 1]


Há alguns dias um amigo me enviou pelo Facebook 100 perguntas que fazem parte do Livro das Perguntas do autor Gregory Stock e como só se tem disponíveis essas 100 questões, eu resolvi respondê-las em duas partes, confira a parte 1:

 


Por um grande amor, você seria capaz de mudar para um pais distante, mesmo sabendo que dificilmente tornaria a rever sua própria família e amigos?
Bom, não há aquela música que diz: quem irá dizer quem não existe razão nas coisas feitas pelo coração? Me mudaria sim, desde que houvesse estabilidade tanto sentimental quanto financeira.

Você acredita em fantasmas ou espíritos maus? Concordaria em passar uma noite, inteiramente só, numa casa isolada e com fama de mal assombrada?
Acredito sim. Porém eu não concordaria com isso. Devemos ter respeito pelas Almas sem luz, mesmo que as mesmas nos prejudiquem de alguma forma.

Se você fosse morrer esta noite e não tivesse a menor chance de se comunicar com ninguém, o que mais lamentaria não ter dito a alguém? Por que não disse até agora?
Eu burlaria essa regra é deixaria uma carta. No momento não me vem nada a mente para dizer a não ser que eu realmente me sinto culpada por tudo e isso me demoniza.

Você aceitaria viver um ano de sua vida na mais completa felicidade, se depois não lhe restasse qualquer lembrança dessa experiência? Se a sua resposta é não, diga por que.
Aceitaria sim, pois já vivemos dias extremamente difíceis e, por consequência, tristes.

O que é mais importante: a experiência real ou as lembranças deixadas pela experiência que já passou?
Com certeza as lembranças, que é um modo de reviver as próprias experiências reais.

Descobriram um novo medicamento capaz de curar artrite. Mas que, em compensação, pode causar uma reação fatal em 1 por cento das pessoas que o tomarem. Se estivesse em suas mãos liberar o produto para o público, você o faria?
Sim. Sem dúvidas. É melhor arriscar os 1% do que deixar que os 99% morram em decorrência da minha negligência.

Você descobre que seu adorado filho de 1 ano de idade foi trocado na maternidade e não é realmente seu. Trocaria essa criança pelo filho verdadeiro?
Não. Afinal, se eu nem soubesse quem era meu filho biológico, qual a necessidade de traumatizar alguém que eu consideraria parte de meu próprio ser? Como diz o livro O Pequeno Príncipe: Você é eternamente responsável por aquilo que cativas.

Você acha que o mundo, daqui a cem anos, será melhor ou pior do que é agora?
Espero imensamente que seja um lugar melhor. Um lugar de vivência e não sobrevivência como é atualmente.

O que você preferiria: ser membro de uma equipe esportiva campeã. Ou campeão de algum esporte individual? Qual esporte escolheria?
Campeã de algum esporte individual. Eu escolheria algo relacionado a artes marcias ou ginástica olímpica.

Se alguém lhe oferecesse 1 milhão de dólares para deixar o pais e nunca mais voltar, você aceitaria?
Onde eu assino? Com toda certeza sim. Nem pensaria duas vezes. Na verdade, pra que pensar no Brasil de com um milhão eu posso estar pensando no Egito de frente ao Rio Nilo?

Se fosse expulso do pais e tivesse poucos recursos financeiros, onde tentaria reconstruir sua vida?
Londres. Eu cantaria em pubs todas as noites e seria bem feliz.

Em sua opinião, em nossa sociedade, a vida é mais fácil para o homem ou para a mulher? Alguma vez já desejou ser do sexo oposto?
Com certeza para o homem que, apesar da pressão da sociedade, não precisa de matar apenas para arranjar um alguém. Todos os dias eu gostaria é inverter papéis.

Você adquire o poder de matar pessoas simplesmente pensando nelas e repetindo duas vezes a palavra “adeus”. Suas vitimas terão morte natural e ninguém suspeitará de nada. Existe alguma situação em que usaria este poder?
Mas é claro que sim, vamos apenas considerar o fato de que inúmeras vezes essas pessoas me mataram aos poucos e lentamente.

Você pode se imaginar matando alguém por meios indiretos? E se tivesse que olhar a pessoa nos olhos e golpeá-la até a morte? Alguma vez desejou realmente matar alguém ou que alguém morresse?
Que morresse sim, mas até a presente data, eu seria incapaz de matar alguém.

Se você pudesse viver até 90 anos e conservar ou o corpo ou a mente dos 30 para os últimos sessenta anos de sua vida, o que escolheria? Mente ou corpo?
A mente com certeza, de que adianta um corpo bonito se eu não saberia fazer um bom uso dele?

O que é, em sua opinião, uma noite perfeita?
Aquela que começa com um bom jantar romântico e termina recheada de amor.

O que você escolheria: ter o mais absoluto sucesso profissional e uma vida pessoal tolerável. Ou uma vida pessoal extremamente feliz e a profissional apenas regular?
Absoluto sucesso profissional. Nunca me dei bem em nenhuma das suas áreas da minha vida. A que se sobressair eu estarei no lucro. 

Já que tanta gente diz preferir uma vida particular feliz, por que acha que se empenham muito mais na carreira profissional?
Na minha opinião, o trabalho dignifica o homem é através da satisfação profissional podemos entrar em acordo com nosso eu pessoal.

Se diz que considera a vida particular mais importante, seu comportamento confirma isso? Será que não está apenas evitando admitir o quanto o trabalho o satisfaz? Você faz do trabalho um substituto? Espera que o sucesso profissional, de alguma forma mágica, o leve à felicidade pessoal?
Minha vida pessoal será no mínimo mais equilibrada com meu sucesso profissional.

Qual a pessoa que você mais admira? Até que ponto ela serve de modelo para sua própria vida?
Morta, minha avó. E apesar de eu não me considerar forte, ela foi um exemplo de força.
Viva, eu poderia citar Amy Lee (Evanescence), porém, embora ela seja uma musicista extraordinária, é muito reservada como pessoa e assim fica mais difícil você tomar como base inspiracional, considerando o fato que ela se afasta da mídia de 5/6 anos em 5/6 anos.
Então eu cito suas pessoas: 
Demi Lovato: ela desmistificou a bipolaridade e auto mutilação, enfrentou e ainda enfrenta o mundo por algo do qual ela acredita que possa salvar a vida de alguém e isso me inspira demais e me ajuda a mandar minha sanidade.
Minha mãe: ela faz das tropas coração para poder deixar tudo na linha, mesmo depois que minha avó morreu e minha família se desintegrou, ela mata um leão por dia e isso eu admiro muito.

Se na hora do nascimento do seu filho você pudesse escolher a futura profissão dele, você o faria?
Não. O livre arbítrio está aí para que as pessoas façam uso dele. E além do mas, não quero cometer os mesmos erros que eu cometi aceitando a imposição dos outros e me tornando bastante frustrada em muitos aspectos da minha vida.

Você aceitaria transformar-se numa pessoa muito feia fisicamente em troca de viver mil anos, conservando o corpo e a mente com a idade que quisesse?
Não. Apesar de eu não ser bonita (não nos padrões da sociedade), ninguém deveria ficar pra semente. Para que viver mil anos? Não faz o mínimo sentido.

Você trata as pessoas de acordo com a aparência física?
Não. Embora até hoje eu seja destratada em razão disso, somos feito da mesma carne, andamos sobre o mesmo céu e somos filhos do mesmo Deus. Então porque fazer distinção?

Se um acidente o tornasse muito menos atraente do que é, isso afetaria sua vida? A questão da imortalidade o preocupa? Qual a idade ideal para você?
Isso afetaria a vida de qualquer pessoa, uma vez que estamos sempre em busca constante por aceitação e por evolução. Então sim, me afetaria sim.
Não vejo sentido algum em se preocupar com algo impossível como a imortalidade. 
A idade ideal será sempre a que tenho no momento em que vivo.

Se você pudesse acordar amanhã com uma nova qualidade ou habilidade que não tem hoje, qual escolheria?
Inteligência. Como eu queria ser uma genia. Mas é aquele ditado: vamos fazer o que?

Você tem a chance de conhecer uma pessoa com quem poderá viver um maravilhoso caso de amor. Mas sabe que, em seis meses, ela irá morrer. Mesmo assim gostaria de conhecê-la e apaixonar-se? E se soubesse que essa pessoa não iria morrer, mas, ao invés disso, trair você?
Porque não? Normalmente as pessoas que me apaixono já me decepcionam de modos tão mais pesados que uma traição, um chifrezinho a mais não faz tanta diferença né mores.
Em relação a morte de outra pessoa: se puder ser eu a pessoa que durante os seis meses irá salvar seu espírito e trazer paz e felicidade, seria uma honra.

No amor, o que acha mais importante: a intensidade ou a segurança? O que espera de alguém que o ama? O que o faria sentir-se traído pelo seu amor: indiferença, mentira ou infidelidade?
Uma intensidade segura. Afinal, fui criada para ser independente, incluindo sentimentalmente. Eu espero de alguém que me ame somente que me ame. 
Mentira e indiferença são piores do que a infidelidade em si, elas o fazem tomar nojo da pessoa e isso é muito ruim.

Sendo muito rico e sabendo que, depois de sua morte, sua herança poderia ser usada em beneficio de toda a humanidade, você mudaria seu testamento deixando apenas uma pequena parte para sua família?
Assim como eu, minha família não ficará para semente, então que seja usada para quem realmente precisa. Porém, minha família se engloba na humanidade: uma vez que também são seres humanos habitantes desse planeta.

Você prefere a companhia de homens ou mulheres? Seus amigos mais íntimos costumam sero do sexo masculino ou feminino?
Homens. Eu tenho amigas mulheres e as amo. Mas eu me sinto a vontade na presença de meus amigos homens. Nossa conexão é maior.

Se tivesse que fazer um “despacho” para prejudicar alguém, você o faria?
Olha, já fizeram tanto pra mim e tão pesados, é ainda fazem. Eu não entendi o motivo até hoje: não sou rica, nem famosa e nem bem sucedida. Porém eu tenho uma coisa que essas pessoas jamais terão: humanidade.
Eu não faria atoa. Eu mando de volta. E o resto deixo a cargo da justiça divina.

Durante uma viagem, a pessoa que você ama conhece e passa uma noite com alguém muito atraente. Eles nunca mais se encontrarão e você só ficará sabendo do caso se o seu amor lhe contar. Você gostaria de saber? Se os papéis se invertessem, você contaria?
Não e não. Faz sentido arriscar uma vida por algo que jamais vai ocorrer novamente? Pois é. Não faz.

Até que ponto um caso com outra pessoa precisa ser sério para você preferir que seu amor lhe conte? Por que uma confissão dessas é tão ameaçadora que a maioria das pessoas prefere não ficar sabendo? Esse tipo de honestidade poderá ser destrutiva ou criar maior intimidade e confiança entre os parceiros? Até que ponto você confia em seu amor? Até onde pode-se confiar em você?
A resposta é simples: se o amor for realmente forte, porquê ele teria que ser abalado com uma confissão desse nível? Ainda mais sabendo que foi algo único? Que jamais aconteceria novamente?
Não querer colocar um relacionamento estável em jogo não me faz uma pessoa que não passa confiança e que não seja capaz de oferece-la.

Há pessoas que você inveja a ponto de querer trocar de vida com eles? Quem são?
Claro. Eu queria ter acordado como a Rihanna, mas tem outros dias para tentar.

Por uma semana de férias em qualquer lugar do mundo, com todas as despesas pagas, você mataria uma linda borboleta arrancando suas asas? E se tivesse que pisar em uma barata viva?
Borboleta não sei. Mas a barata eu não tenho um pingo de dó. Eu quem quase morro quando a barata abre as asas e voa. Então seria legítima defesa.

Por que uma pessoa bonita merece mais consideração do que uma feia? Estamos nos prejudicando psicologicamente quando destruímos coisas que consideramos bonitas? Existe uma grande diferença entre arrancar as asas de um inseto e pisar nele? A decisão de como matar um ser vivo é menos importante do que a de matar ou não?
O que acontece com o ser humano nos dias atuais é que a mídia nos enfia tanta coisa garganta a baixo e nos sentimos obrigados a sugerir tais padrões, pois somos pré-conceituados a aceitar que as diferenças são ruins quando na verdade é o que nos torna únicos e exclusivos. Para mim, Sara, não existe diferença em aparência. Existe diferença em essência, em caráter. E as pessoas que não possuem esses dois últimos itens respectivamentes, não merecem ser tratados com consideração.

Você seria capaz de assassinar uma pessoa inocente se esta fosse a condição para acabar com a fome no mundo?
Sim. O que seria uma pessoa morra em detrimento de milhões alimentados? Contanto que essa pessoa concorde. Não haveria problemas alguns.

O que faria você sofrer mais: ser responsável pela morte de uma pessoa inocente ou saber que deixou milhões de pessoas morrerem? O que pensa de pessoas que tomam grandes decisões contrariando seus princípios? Há muita gente disposta a sacrificar sua própria vida, mas é incapaz de matar alguém. Há alguma coisa pela qual você seria capaz de sacrificar tudo, até sua alma?
Como eu citei acima, é melhor ser uma assassina de uma alma do que carregar nas costas o peso de milhões delas. Quanto ao fato de contrariar os princípios, o que é moralmente certo, nem sempre é o melhor. Eu ja sacrifiquei minha vida vendo minha avó morrer na minha frente. Isso foi algo que tirou a alma do meu corpo, mesmo que por minutos.

Se Deus aparecesse em seus sonhos e dissesse para você abandonar tudo, seguir para o mar Vermelho e se transformar num pescador, o que faria? E se Deus pedisse para sacrificar um filho?
Apesar de eu não seguir nenhuma religião pré determinada (motivos pessoais), eu acredito muito nos orixás e em Deus. Mas um Deus benevolente, não um Deus punitivo. Mas um Deus cheio de misericórdia.
Deus é amor. Ele jamais me pediria algo dessa magnitude apenas para saber de que lado estou. Esse Deus inquisidor é fruto da religião. Só existe na cabeça dos fanáticos. Eu não estarei desagradando a Deus por vover uma vida na qual eu acredito. Ele me deu o livre arbítrio e eu vou fazer um bom uso dele.

Qual a sua melhor recordação?
Ainda não a fiz.

Você já odiou alguém? Em caso afirmativo, por que e por quanto tempo?
Ódio não. Mas uma magoazinha a gente guarda até hoje. Afinal, Jesus que perdoa. Eu só vou anotando os vacilos.

Você preferiria receber 10 mil dólares para seu próprio uso ou 100 mil dólares para distribuir a pessoas que não conhece? E se essas quantias mudassem para 1 milhão de dólares para você contra 20 milhões para os outros?
Tem alguma finalidade benéfica a distribuição? Vamos pensar com lógica: com um milhão eu posso fazer muito pelas pessoas desconhecidas, mais do que se distribuisse quantias maiores as pessoas uma vez que eu tenho clara a ideia de elas não administrariam bem essa quantia.

Se soubesse que haveria uma guerra nuclear dentro de uma semana, o que você faria?
Tentaria se possível, salvar o máximo de pessoas, mesmo achando que diante de uma guerra nuclear isso seria inútil.

Você aceitaria viver vinte anos na mais extraordinária felicidade se isto significasse morrer no fim deste período?
Claro que sim, nunca se sabe eu eu teria menos que isso para viver.

Qual a maior realização de sua vida? Existe algo que espera fazer que seja ainda melhor?
Realização? Eu ainda não tive. Espero me tornar uma pessoa melhor profissional e pessoalmente.

Qual foi seu melhor sonho? E seu pior pesadelo?
O meu melhor sonho? Ainda não tive. Espero ter essa noite. Pior pesadelo a morte da minha avó. Só que esse foi real. Eu estava bem acordada.

Você daria metade do que possui para ter uma pílula que com apenas uma hora de sono por dia o fizesse rejuvenescer?
Não. Eu gosto muito da minha aparência. Pelo menos hoje em dia com 27 anos.

Você acha que tem muito tempo pela frente? Em caso negativo, porquê? Até que ponto a idade mudou sua atitude com relação ao tempo?
Espero que tenha tempo suficiente para ser quem eu realmente sou e me orgulhar disso. A idade apenas me trouxe a consciência de que nada é eterno. Nem mesmo o tempo.

Se soubesse que, dedicando-se a qualquer atividade – música, literatura, negócios, política, medicina, etc. – estaria entre as melhores e mais bem sucedidas pessoas do mundo, qual você escolheria? E se tivesse apenas 10 por cento de probabilidade, você faria a mesma escolha?
Música. Mesmo se me restasse apenas um por cento. Nada me traria maior alegria e realização do que fazer algo que eu realmente amo.

Qual foi sua melhor experiência com drogas ou álcool? E a pior?
Eu não uso drogas e nao bebo de perder a consciência. Então não tenho resposta para essa questão.

Num jantar, é servido um prato que você não conhece. O aspecto é estranho e nada apetitoso. Mesmo assim você o provaria?
Claro. Bora comer e não ter a vergonha de ser feliz.

Seus amigos mais íntimos são sempre mais velhos ou mais jovens do que você?
Mais jovem. Não me identifico com pessoas mais maduras que eu.

Com que tipo de pessoa gosta de passar seu tempo? O que essas pessoas despertam em você e as outras não? O que se pode aprender sobre você apenas observando seus amigos?
Com pessoas que entendam de música e que consigam falar horas e horas sobre isso.  Esse tipo de pessoa me interessa por ser meu reflexo. Bom, observando meus amigos? Creio que se aprenda que sou uma pessoa que tenta sempre fazer o bem sem olhar a quem.

Se a pessoa com quem vai casar sofresse um acidente e não pudesse mais andar, você continuaria com ela ou desistiria do casamento?
Continuaria sim. Se ela ainda pudesse me amar em seu coração.

Sua casa, com tudo o que lhe pertence, pega fogo. Depois de salvar seus entes queridos, ainda há tempo de, sem risco, buscar mais alguma coisa. O que seria?
Meu quarto. Já vou deixar ele descolado so por precaução :)

Como reagiria se soubesse que a pessoa que você ama já teve um caso com alguém do mesmo sexo?
O que eu tenho com isso mesmo? Ah, lembrei: NÃO TENHO NADA HAVER COM ISSO.

Já se sentiu sexualmente atraído por uma pessoa do mesmo sexo? Por alguém de sua família? Em caso positivo, como lidou com isso?
Todos na vida passam por um período de descobertas, basta apenas se permitir a descobrir quem você realmente é.

Quando foi a última vez que participou de uma briga? O que a provocou e quem ganhou?
Briga? Com meu ex. E sim eu ganhei.

A seguinte situação pode lhe render 1 milhão de dólares. À sua frente estão dez revólveres. Apenas um deles está carregado. Você deve escolher um, apontá-lo para a testa e puxar o gatilho. Se você sair dessa, estará milionário. Correria o risco?
Claro. São dez milhões. Mas como sou a rainha da catástrofe, possivelmente eu escolheria o carregado, mesmo estando entre 10.

Alguém que você quer muito bem está doente, sofrendo muito e só terá um mês de vida. Essa pessoa lhe suplica que apresse sua morte. Você atenderia ao apelo? E se fosse seu pai?
Em nenhuma das duas hipóteses. Quem decide isso é Deus. Não é de minha competência.

Concorda que seja ilegal ajudar um doente terminal a morrer? Se alguém não está morrendo, mas sofrendo muito, você acha que deveria ser permitido que se suicidasse? E se a dor for mais emocional do que física?
Como foto antes, não sou competente para isso. Não sou capaz de opinar.

Qual foi a última vez que cantarolou para você mesmo? E para outra pessoa?
Para mim quase todo dia. Para outras pessoas também.

Você tem a oportunidade de viajar para qualquer época do futuro. E depois de um ano voltar ao presente com todos os conhecimentos experiências lá vividos. Você faria essa viagem se houvesse 50 por cento de possibilidade de perder a vida?
Claro que não. Não me interessa viver algo no qual eu já tenha vivido. Eu odeio dejavú.

Se pudesse escolher qualquer pessoa do mundo, quem você gostaria de ter como convidado para jantar? E como melhor amigo? E como amante?
Jantar: Amy Lee
Melhor amiga: Demi Lovato 
Amante: Bill Gates

O que você procura nos amigos, mas não espera nem quer na pessoa amada? Você se envolve com pessoas saudáveis?
Eu busco nos meus amigos uma estabilidade. Uma não intensidade. Sim, sempre procuro me envolver com pessoas que compactuar dos mesmos interesses que os meus.

É tarde da noite e seu carro raspa levemente a lateral de um Porsche estacionado. Você tem certeza de que ninguém viu. O dano é pequeno e não será coberto pelo seguro. Você deixaria um bilhete com seu telefone no pára-brisa do carro?
Eu não. Não tenho dinheiro nem pra pagar uma passagem de ônibus. Ainda mais que quem compra um carro desse pode pagar pela minha vida e ainda voltar troco.

Se pudesse escolher sua forma de morrer, como seria?
Dormindo.

Você prefere morrer como herói, como mártir de uma grande causa, numa catástrofe natural ou placidamente? Por que desejamos que a morte nos surpreenda enquanto dormimos? Como seus sentimentos sobre a morte influenciam sua maneira de viver?
Como herói. Porque sempre associamos morte a dor, então se morrermos dormindo, não a sentiremos. Tirando a época da bad, raramente me influenciam.

Você tem objetivos a serem atingidos a longo prazo? Cite um deles e como pretende alcançá-los.
Sim. Montar uma gravadora/produtora musical. Pretendo ganhar na loteria.

Com que freqüência analisa sua vida e os rumos que ela está tomando? Sob que aspecto a conquista de suas metas tornam sua vida mais satisfatória?
Todo Santo dia penso nos 0 rumos tomados. Mas temos outros dias para tentar.

Qual a coisa que mais gratifica você na vida?
Comprar um cd novo e ajudar ao próximo.

Como você reage quando as pessoas cantam “Parabéns a você” num restaurante?
Quando eu comemorar meu aniversário num restaurante eu conto.

Qual a tortura psicológica que mais faria você sofrer? Não considere danos físicos, mesmo que sejam mínimos.
Reviver toda a dor da morte da minha avó.

Você se importaria se a pessoa que ama fosse mais inteligente e atraente do que você?
Não. Alguém no relacionamento precisa ser alguma coisa, né non?

Se descobrisse que um grande amigo seu está com AIDS, você o evitaria? E se fosse seu irmão ou irmã?
Nunca.

Você estaria disposto a desistir de sexo durante um ano se isso lhe trouxesse uma sensação de paz muito maior do que sente agora?
Claro que sim. Paz é tudo aquilo que almejo.


16 agosto, 2016

#Comprinhas: CD Dangerous Woman - Ariana Grande (Deluxe Edition)


A expectativa para ter esse álbum em mãos era gigante desde a semana de seu lançamento, contudo, eu esperei até que chegasse nas Americanas da minha cidade para poder adquirir o CD. Confesso que quando eu o ouvi pela primeira vez eu não prestei tanta atenção, porém, logo após ouvir três vezes seguidas, eu pude confirmar que existe amor à 3ª vista sim. 
É que quando somos submetidos a uma coisa totalmente nova, demoramos algum tempo para poder nos acostumar de fato com toda essa onda de novidades.
Então, como sou louca por tudo que envolve música, incluindo CDs, vim te mostrar um pouquinho desse álbum perigosíssimo:


Dangerous Woman é o terceiro álbum de estúdio da cantora norte-americana Ariana Grande, lançado em 20 de maio de 2016 através da gravadora Republic Records. A canção de mesmo nome foi lançada como o primeiro single do álbum em 11 de março de 2016.


O álbum conta com 2 single oficiais: “Into You” e “Dangerous Woman“, e o promocional “Let Me Love You“. Ariana contou com grandes cantores como colaboradores do álbum, sendo eles: Macy Gray, Nicki Minaj, Future e Lil Wayne. Ouça todas as faixas no Spotify:



As faixas contida na versão Deluxe (que é essa das minhas fotos) são:

Faixas:
  1. Moonlight
  2. Dangerous Woman
  3. Be Alright
  4. Into You
  5. Side By Side (Feat. Nicki Minaj)
  6. Let Me Love You (Feat. Lil Wayne)
  7. Greedy
  8. Leave Me Lonely (Feat. Macy Gray)
  9. Everyday (Feat. Future)
  10. Sometimes
  11. I Don't Care
  12. Bad Decisions
  13. Touch It
  14. Knew Better/Forever Boy
  15. Thinkin Bout You


Quer saber onde comprar? O preço varia entre R$33,90 a R$39,90, frete não incluso. Adquira o Dangerous Woman nas lojas:


E por fim, minha opinião sobre o álbum: Bom, eu acompanho o trabalho de Ariana Grande desde o lançamento de My Everything, segundo álbum de estúdio de sua carreira e o que tenho a dizer que tanto a sonoridade, a voz e as letras evoluíram muito. DW sem dúvida é um álbum completamente maduro e explora a sexualidade feminina de forma sensual, sem deixar o assunto virar um tabu e sem deixar tornar vulgaridade. Ariana apresenta um alto grau de confiança ao abordar tais assuntos e ao soltar a belíssima voz, alcançando high notes com excelência. Esses motivos me fazem ser fã de seu trabalho e criar grandes expectativas com tudo o que estar por vir de agora em diante.
Minha música favorita é Moonligh <3


Espero que tenha gostado e não deixe de prestigiar o artista adquirindo produtos originais. Deixe seu comentário, faz toda a diferença! Beijocas da extraordinária

Copyright © 2015 #ExtraordinariamentePink
| Distributed By Extraordinariamente Pink